Pirâmide_Roupa Branca_Estúdio Cajuína_28abr15_029

Maurício Chades é artista visual, videomaker, designer gráfico e co-fundador do Espaço AVI.

LENI é empresa prestadora de serviços em audiovisual e design representada por Maurício Chades.

Audiovisual | direção, ass. direção, produção, roteiro, filmagem, montagem, fotografia still e VJ

Design | identidade visual, projeto gráfico, diagramação, web design


 

Bacharel em Audiovisual pela Universidade de Brasília em 2013, com o roteiro de longa-metragem Cogum e tecnólogo em web design pelo SENAI-CTI, 2009.

Entre 2010 e 2013, participou da Revista Nil como web designer, além de ser um dos sócios-fundadores da revista.

Em 2011, foi um dos editores da série ABC da Astronomia, para a TV Escola, e da série Nova África – 2a Temporada, para a TV Brasil. No ano seguinte, foi assistente de arte no longa-metragem Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, dirigido por Gustavo Galvão.

Em 2012, Um Copo d’Água, curta-metragem de estreia na direção, é selecionado para a Mostra Brasília do 45o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e para a 39a Jornada Internacional de Cinema da Bahia.

Em 2014, lançou o livro-objeto As aventuras subjetivas de Björk, assinando o projeto gráfico. No mesmo ano, fez a produção, em Brasília, para o documentário chinês The Ultimate Luxury, para a Dragon TV, e dirigiu dois videoclipes: Veneno de Cobra, para a cantora Emília Monteiro, co-dirigido com Mariana Miranda; e Córrego Rico, de Ellen Oléria, co-dirigido com Flora Egécia.

Em 2014 foi selecionado como “Influenciador em Design”, no projeto Retrato Brasília, patrocinado pelo Banco do Brasil e realizado pelo Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB e Correio Braziliense e, em 2015, realizou com o Coletivo Transverso e o Grupo Mesa de Luz uma performance multimídia no CCBB Brasília encomendada pelo mesmo projeto.

Atualmente, realiza pesquisa de mestrado investigando possíveis relações entre as linguagens cinema e videoinstalação na linha de pesquisa Arte e Tecnologia (PPG-ARTE/UnB) e, como parte do projeto, faz residência no Parque de Produções Sônia Paiva. Em 2015, funda com Yasmin Adorno o Espaço AVI, coletivo e ateliê aberto.

 

participação em mostras, festivais e exposições

 

• 2012: 45º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Seleção Oficial da Mostra Brasília. Um Copo D’água.

• 2012: 39a Jornada Internacional de Cinema da Bahia, Seleção Competitiva
Internacional. Um copo D’água.

• 2012: Festival do Minuto. Premiado na categoria Minuto Terror. Leni.

• 2013: Mostra de Curtas de Brasília. Um copo D’água.

• 2013: Exposição “Livro, Filme e Artista estão presentes”, no Espaço Cultural
Elefante. Um Copo d’Água e performance entre livro e filme com Tatiana Bevilacqua.

• 2014:Cineme-se. Um copo D’água.

• 2014: Projeto Lacuna, Festival Fora do Eixo, no Museu Nacional da República. Transparente.

• 2014: Good Moments Tattoo Meeting. Feito a mão.

• 2014: 11o Festival Taguatinga de Cinema. Feito a mão.

• 2014: Projeto Lacuna, na Galeria Alfinete. Cogum.

• 2014: NY Art Book Fair, no MoMA PS1. As aventuras subjetivas de Björk.

• 2015: Festival Retrato Brasília, no CCBB Brasília. Performance audiovisual com Grupo Mesa de Luz e Coletivo Transverso.

• 2015: Exposição “Moradas Imaginárias e suas Telhas aparentes”, Galeria Ponto, com curadoria de Hannah Gopa.

• 2015: III Feira de Arte Erótica, Galeria Objeto Encontrado.

• 2016: Feira Plana: Edição Preto e Branco.

• 2016: Residência artística em Nuvem – Estação Rural de Arte e Tecnologia.